Terça-feira, 26 de Outubro de 2010

Ontem tentei escrever sobre um link que encontrei mas não saía nada de jeitoso e acabei por desistir. Fiz bem... hoje, assim que abri a gaiola, um dos meus passarinhos twittou isto: "New on the blog: The Internet, Privacy, and You".

O link publicado pelo Bruno remete-nos para o seu blog onde, num fundo preto e verde inspirado na saga do Harry Potter, surge este diagrama:

Concordo em pleno. Tal como os segredos só são secretos enquanto não são partilhados, também a informação que publicamos na rede deixa de nos pertencer e de por nós ser controlada: passa a fazer parte da rede, espalha-se, torna-se orgânica. 

Ontem, por exemplo, assustou-me perceber que há motores|aplicações|coisas que conseguem reunir, num só mapa, toda (ou quase toda) a nossa presença na rede. Apesar de já saber que estas coisas existem e de ter (mais) cuidado com o que coloco na rede, meteu-me certo medo ver a informação aparecer assim, em postas, descontextualizada, um aglomerado de dados e presenças sem qualquer explicação ou legenda.

O que deveremos, então, fazer? Tomar o comprimido azul (o primeiro Matrix deve ter sido pensado na era pré-Viagra) e tentar esquecer que a rede existe? Passar a olhar para a web como um bicho mau? Ter ainda mais cuidado com o que publicamos?

Pah, não sei. É daquelas questões existenciais que nos podem tirar o sono se pensarmos muito nelas :P

Para já, e assim de repente, parece-me boa ideia preencher o "about me", o "sobre mim" nas páginas de perfil. Explicar - ainda que não tenhamos essa obrigação - que determinado blog é pessoal e por isso podem aparecer coisas lamechas, que outro é mais académico e que por isso a possibilidade de surgirem afirmações pseudo-intelectuais é mais que muita. Ou que aquelas fotos foram tiradas numa peça de teatro e que não, não sou um travesti.

 

Contexto, meus filhos, contexto. Num universo feito de redes sem fios e de presenças sem corpo, parece-me que o contexto é cada vez mais importante.

A minha professora de português do 10º ano, se lesse isto, ia ficar orgulhosa de mim :)


Arquivado em: ,


Sobre mim
Agosto 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Artigos recentes

Das férias

A vida à superfície

Saudades

Questão de investigação

Sobre o (meu) amor

Inquietudes

A história de dois Miguéi...

O que podemos aprender co...

Hoje que é dia do pai...

sobre aprender

Arquivo

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Novembro 2010

Outubro 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Arquivado em

a idade pesa

a melhor coisa do mundo

acreditar

adeus :)

ambientes online

amigos

amor

ano novo

aprender

assim vale a pena

boyd

cetac

chuva

coisas minhas

coisas soltas

context

contexto

cv

d'a caixa

definir prioridades

dia do pai

domingo

doze

e andamos nós a criar uma filha para ist

ece1

ece11

educação

facebook

férias

festival da canção

futebol

gene kelly

homens da luta

identidade

identity

if/then

jonsi

leituras

livros

lurking

maio

mariana

metas

mmed

mundanças

música

networking

obvious

outono

palco

pele

percursos

phd

ple_sou

prensky

problemas

quarta-feira

quinta-feira

rede

reflexões

sapocampus

segunda-feira

servidor blogs.ca.ua.pt

sexta-feira

som

sono

sportv

stress deadlines going_nuts

tela em branco

televisão

tempo

terça-feira

tese

twitter

univercidade

todas as tags

links
participar

participe neste blog

find me on twitter:
http://qrcode.kaywa.com/img.php?s=6&d=http%3A%2F%2Ftwitter.com%2F%23%21%2Fmaresta
blogs SAPO
subscrever feeds